Sorria. Você não é o dono de todos os problemas do mundo!

Avião cai na Ucrânia com 295 pessoas a bordo

KIEV — Um avião da Malaysia Airlines que ia de Amsterdã para Kuala Lumpur caiu no Leste da Ucrânia perto da fronteira russa nesta quinta-feira. O Ministério do Interior ucraniano afirmou que o voo MH17 foi, provavelmente, abatido por um míssil Buk terra-ar e declarou que não há sobreviventes. O Boeing 777 saiu de Amsterdã às 12h14 (horário local) com 295 pessoas a bordo, 280 passageiros e 15 tripulantes. Pelo menos cem corpos foram vistos num raio de cerca de 15 quilômetros do local do acidente, segundo o governo ucraniano. O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, determinou a criação de uma comissão para investigar o acidente e disse que a derrubada foi um "ato terrorista", de acordo com a agência russa Interfax.
— Este é o terceiro incidente trágico nos últimos dias depois de aeronaves militares ucranianas An-26 e SU-25 terem sido derrubadas a partir do território russo. Nós não descartamos que este avião também tenha sido abatido e ressaltamos que o Exército não tomou nenhuma ação para destruiralvos no ar — afirmou Poroshenko.

Tanto o governo russo quanto os separatistas ucranianos negaram envolvimento na queda do avião. A Rússia e a Ucrânia possuem mísseis Buk, e funcionários do Ministério da Defesa e da Segurança Nacional ucraniano informaram que os rebeldes também têm o armamento.

Em uma ligação telefônica, o presidente russo, Vladimir Putin, conversou sobre a tragédia com presidente dos EUA, Barack Obama, informou o Kremlin. Os dois líderes haviam marcado uma chamada para discutirem a crise ucraniana quando receberam informações dos controladores de tráfego aéreo sobre o acidente.

Putin enviou "profundas condolências" ao primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, que disse estar "chocado com a notícia". O premier britânico, David Cameron, também expressou tristeza pelo acidente.

As informações sobre o número de passageiros e possíveis vítimas são confusas. Segundo a Reuters, citando a agência Interfax, haveria mais de 300 mortos, incluindo 23 cidadãos americanos, o que ainda não foi confirmado pelos Estados Unidos.

A agência holandesa ANP afirmou que estavam na aeronave 19 clientes das empresas D Travel Stores, Thomas Cook e VakantieXperts.

De acordo com a agência Itar-Tass, o Ministério de Emergências da Rússia disse que não havia russos a bordo. Serviços de emergência russo pediram permissão a Kiev para ajudar nos trabalhos de resgate.

Por enquanto, a Malysia Airlines apenas confirmou que a aeronave desapareceu dos radares. Uma fonte não identificada das forças de segurança ucranianas, citada pela Interfax, disse que o avião desapareceu do radar a uma altura de 100 mil metros e que equipes de resgates estavam se encaminhando ao local.

Segundo o militar Dmitry Tymchuk, o avião da Malaysia Airlines caiu perto da cidade Shajtarsk, na região de Donetsk, a 60 quilômetros da fronteira russa. A área é controlada por separatistas pró-Rússia, que estão lutando contra o exército ucraniano.

Testemunhas da cidade de Torez, na região de Donetsk, contaram à agência RIA Novosti que os destroços de avião e os corpos foram localizados nas proximidades. Um repórter da Reuters que está no local do acidente relatou que dezenas de corpos estavam espalhados em torno dos restos da aeronave, e um socorrista afirmou ter visto pelo menos cem corpos. Um vídeo publicado na internet nesta quinta-feira mostra fumaças que seriam da aeronave após a queda.

Companhias aéreas da Malásia confirmaram o acidente e afirmaram que vão lançar um comunicado em breve. O acidente vem apenas meses depois do voo MH370 da Malaysia Airlines desaparecer em 8 de março.

Mais cedo, Kiev acusou um jato russo de derrubar um caça ucraniano SU-25 sobre o Leste do país, no terceiro caso relatado esta semana de avião abatido por um míssil. O governo ucraniano havia dito anteriormente que um cargueiro militar An-16 foi derrubado na segunda-feira provavelmente por um míssil disparado do território russo. Duas das oito pessoas a bordo da aeronave morreram.

Na quarta-feira, um outro SU-25 foi atingido por disparos de rebeldes, mas o piloto conseguiu fazer o avião aterrissar, com poucos danos. Nesse caso o governo ucraniano não acusou a Rússia de envolvimento direto.

Fotos: G1
Texto: O Globo



Compartilhar :

Facebook Twitter Google+
0 Comentarios "Avião cai na Ucrânia com 295 pessoas a bordo "
Back To Top