Sorria. Você não é o dono de todos os problemas do mundo!

Médico envolvido em morte de PM já havia sido autuado por embriaguez

O médico Marco André Salomão, envolvido em um acidente que resultou na morte do policial militar João Eudes Barros Carneiro, neste domingo (17), já tinha sido multado por dirigir embriagado. A informação foi confirmada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

A multa aconteceu em 30 de junho do ano passado, quando Marco foi flagrado dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, no município de Raposa, a 30 km de São Luís. O médico pagou a multa de R$ 1.915,40, mas, devido à infração, foi aberto um processo de suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que, por consequência, faria ele perder o direito de dirigir. O  processo ainda não foi concluído.

Segundo o Detran, Marco André apresentava sinais de embreaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro, após se envolver no acidente que matou o sargento da Polícia Militar, neste domingo (17).
O médico foi detido em flagrante, levado para a triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde pode responder por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, quem for pego dirigindo embriagado pode ter o direito de dirigir suspenso e pagar multa no valor de  R$ 1.915, 30.


Acidente
O 1º sargento da Polícia Militar, João Eudes Barros Carneiro, morreu, neste domingo (17), após ser atropelado na Avenida dos Holandeses, próximo ao retorno do Caolho. O policial foi surpreendido por outro veículo que trafegava na contramão e era dirigido pelo médico Marco André Salomão.

André teria atravessado o canteiro central da avenida, quando foi surpreendido por um carro da SMTT. “Ele fugiu a contramão e acabou atropelando o policial. O pessoal do Samu foi chamado e ainda tentou socorrê-lo, mas infelizmente o policial acabou morrendo aqui no local”, disse o agente Andrade, da SMTT, em entrevista à Rádio Mirante AM.

G1 MA

Compartilhar :

Facebook Twitter Google+
0 Comentarios "Médico envolvido em morte de PM já havia sido autuado por embriaguez"
Back To Top